Seguidores amigos

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Algo sobre Cristóvão Colombo



Palavra direcionada aos casais

Deixe-me contar uma breve história sobre este homem extremamente corajoso e determinado.
Todos nós, em algum momento da nossa vida, já ouvimos falar de Cristóvão Colombo.
Ouvimos falar sobre o seu pioneirismo, sobre o seu equívoco, sobre as suas dificuldades, suas qualidades e até sobre um de seus talentos: deixar o ovo em pé.
No entanto, agora, gostaria de chamar a sua atenção para uma coisa.
Cristóvão Colombo era casado, e como tal ficava muito tempo ausente de casa.
Amados, qual marido ou mulher, que ama verdadeiramente o seu cônjuge, ficaria feliz com a constante ausência da(o) sua(seu) companheira(o)?
Então, imagine o que Colombo deve ter passado quando saiu em busca de patrocínio para mais uma das suas viagens marítimas?
Acompanhem abaixo.

Cristóvão Colombo era casado!

O maior desafio enfrentado por ele, certamente, foi dentro de sua própria casa!
Casado com a fidalga portuguesa D. Filipa Perestello Moniz em 1479, teve de aturar muita coisa, entre elas:

Por que é que você tem que ir? Por que não mandam outro em seu lugar? Só vai homem nessa viagem... Acha que sou idiota? Por que eu não posso ir, se você é o chefe? Desgraçado, não sabe mais o que inventar pra sair de casa, né? Se cruzar esta porta, vou embora para a casa da mamãe! Acha que sou idiota? Já me disseram que você vai mesmo é se encontrar com umas índias! Pensa que me engana? Tá com tudo planejado, né? Pode tirar seu cavalinho da chuva! Você não vai a lugar algum!”.
Dizem que o bate-boca foi tão tempestuoso que foi por causa disso que surgiu o prelúdio da música “Não vai, não! Pode, não! Deixo, não! Nãnãninãnão, nãnãnão, nãnãnão...”.

Cristóvão Colombo era um bom marido!
Colombo era um grande navegador, mas também era um bom marido.
Ele sabia muito bem a importância de ter um porto seguro para ancorar, de sentir-se seguro neste casamento.
Ele amava muito a sua esposa, só não concordava que deveria abrir mão da sua individualidade, dos seus sonhos, projetos e conquistas em prol de ciúmes ou de algum tipo de capricho. Ele era um bom negociador e como tal, utilizou de sua sabedoria para mudar a atitude da sua esposa.


Cristóvão Colombo conhecia a Bíblia Sagrada!

Foram as Sagradas Escrituras que incentivaram Cristóvão Colombo a navegar ao redor do mundo. Ele conhecia a Bíblia Sagrada.
Então, ele pegou uma Bíblia que estava na estante, abriu em determinada página e leu para sua esposa: “Toda mulher sábia edifica a sua casa; a insensata, porém, derruba-a com suas mãos”. (Pv 14: 1).

E complementou:

Querida, não deixe que a sua paixão por mim, faça de você uma pessoa controladora, que não respeita minha individualidade, nem meus sonhos, nem meus projetos. Lembre-se de que eu não pertenço a você, apenas sou seu marido. E, se estou ao seu lado, faço isso porque te amo! Ao invés de discutirmos, poderíamos agora, estar nos curtindo, aproveitando esses últimos momentos antes da viagem. Não queira ser como uma âncora na minha vida! Seja como a mulher sábia! Seja o tipo de mulher que apoia, colabora, acredita e confia! Uma mulher que confia em Deus, em você mesma, em mim, e em nosso amor”.

Por obra do acaso ou do destino, no início de 1485 sua mulher faleceu, lhe deixando como fruto deste amor um único filho.

Cristóvão Colombo era determinado!

Após receber a negativa final do Rei de Portugal sobre o patrocínio que buscava, Colombo decide partir para a Espanha.
Cristóvão Colombo, grande navegador e explorador genovês, e descobridor da América em 12 de outubro de 1492, era determinado.
Mesmo um pouco descredenciado ao longo da história, Colombo quando morreu já era Almirante e seu filho e único herdeiro foi nomeado duque e herdou grandes propriedades no Novo Mundo.

A questão para o ministério de casais é a seguinte:

Como você tem se portado com o(a) seu(sua) parceira?
Como balão ou como âncora?
Tem apoiado ou criticado?
Tem ajudado ou sendo pedra de tropeço?

Não sabemos o dia de amanhã!
Seja como a mulher sábia, edifique o seu lar!
Procure deixar boas lembranças, marcas positivas, memoráveis...

Nossos parceiros estão conosco porque nos amam, por livre e espontânea vontade!
Não destrua o que Deus lhe deu!
A primeira mudança deve ser feita dentro de nós mesmas!
O restante é consequência de seus atos!
Mude-os e haverá uma transformação profunda em sua vida e em seu relacionamento!
Ainda há tempo de edificar e fortalecer as paredes desse relacionamento!
Se a sua casa está demonstrando marcas visíveis e doloridas de ciúmes, brigas, desconfianças, desrespeito em suas paredes, é tempo de reforma!
Troque, agora, tijolo por tijolo. E arremate com uma mistura de confiança, apoio, companheirismo, amor próprio e pelo próximo, respeito, zelo, unidade, etc.
O sucesso do seu casamento está baseado em suas atitudes!

Pense nisto!


Texto: Renata Brandão
Todos os direitos reservados. Copyright © 2012 proibida.
Lembre-se de citar a fonte.

Nenhum comentário:

Jesus te ama e eu também!

Jesus te ama e eu também!

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?
No altar? Em santidade! Ajoelhado, próximo ao altar? Em santidade! Em pé na igreja? Solte a cadeira e adore! Sentado? Levante-se e adore ao Senhor! Indiferente? O joio não adora a Deus! Você acha que não está representado no desenho? Cuidado! Você pode estar do lado de fora!