Seguidores amigos

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO 2012!


A todos que acompanham as notícias neste blog, seguem os nossos votos de felicidades neste Natal e no ano vindouro.
Que  luz do Menino Jesus abrilhante e renasça a cada dia em seus corações.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

AULA 02 - PROFETA JONAS


Estudo Bíblico

Profeta Jonas

Aula 02

Introdução:

O profeta Jonas nasceu em Gate-Hefer, perto de Nazaré. Portanto, Jonas era galileu, assim como os profetas Naum, Malaquias e o próprio Jesus.
Ele profetizou no Reino do Norte durante a época do rei Jeroboão II, o rei mais poderoso de Israel. Jeroboão II reinou entre os anos 793 a 753 a.C.
Lembrando que na época anterior ao grande JC, a contagem era retroativa, ou seja; de trás pra frente.
Jonas precedeu o profeta Amós e predisse a expansão territorial conseguida por esse soberano, o que podemos comprovar em 2º Rs 14: 25-27.
A história do profeta Jonas é comprovada pelo próprio Jesus que o citou em Mt 12.39-41.
Assim como o profeta Moisés, Jonas relata os acontecimentos de sua experiência servindo ao Senhor e procura relatar neste livro toda glória de Deus e não a sua.
O livro de Jonas difere-se dos demais livros proféticos porque é escrito em forma de narrativa, já que os outros foram escritos em versos.

Capítulo 1:

Ø  O chamado:

“Jonas era um grande profeta. Provavelmente fazia parte dos profetas citados em 2º Rs 2.3 que tinham conexão com o profeta Elias. Os profetas há séculos estão a serviço do Senhor para fazer a diferença na vida das pessoas”.

***

Jonas recebeu uma ordenança da parte do Deus Altíssimo para pregar em Nínive.
Ora, Nínive era a capital do Império Assírio e a Assíria era o império mais temível dos inimigos de Israel, eles eram o povo mais pecador e o povo mais impiedoso daquela época.
Os ninivitas conspiravam contra Deus, exploravam os desamparados, eram cruéis, idólatras, feiticeiros e se prostituíam. 
Muitos dos compatriotas de Jonas haviam sofrido atrocidades nas mãos desse povo violento e este seria o último lugar que alguém em plena consciência gostaria de ir, principalmente se fosse um missionário.
Deus queria que Jonas advertisse seus habitantes sobre o juízo divino que cairia sobre aquela cidade caso não se arrependessem em 40 dias.
Deus queria que Jonas levasse uma mensagem sobre a redenção, de misericórdia e de perdão, porém Jonas resolveu tomar a direção contrária à ordem de Deus.
Jonas, assim como o povo israelita, odiava os ninivitas e não queria que Deus os perdoasse. Nem desejava que os gentios recebessem o amor e a misericórdia do Senhor.
Mas Deus não faz acepção de pessoas e queria que Jonas e todos os outros judeus entendessem isso!
O Senhor queria mostrar que Javé, que não é um Deus racional, mas um Deus para toda humanidade, pois para Ele todos são merecedores do favor e da graça divina!
E apesar de ser um profeta, um escolhido do Senhor, Jonas acaba se esquecendo de alguns dos atributos principais de Deus como a Sua Onipresença, Onisciência e Onipotência.
Como alguém poderia fugir de um Deus que tem todas essas qualidades, além de infinitas outras?

            Sem chance!



1.    Lendo o livro de Jonas aprendemos que:

Ser profeta está acima das vontades e dos interesses pessoais e sentimentais.


Ø  A FUGA:

2. Lendo o livro de Jonas aprendemos que:

Deus não se afasta das pessoas, as pessoas é que se afastam de Deus!

Jonas não queria apenas se afastar do Senhor.  Ele queria fugir da face do Senhor!

O profeta desce a cidade de Jope e embarca em um navio com destino a Társis.
Assim como Jonas, muitas pessoas hoje tentam fugir de Deus ou trilhar outros caminhos diferentes do que Deus tem ordenado ou planejado para elas.
Na maioria das vezes isso só traz problemas, desgaste e/ou maldição!

Jonas não era uma pessoa comum, ele era um grande profeta.
E sendo profeta, ele conhecia o poder de Deus e tinha muitas experiências vividas servindo ao Senhor.
Mesmo assim, acabou desobedecendo!

Amados, Jonas sabia que toda ação gera uma reação, que toda atitude gera uma consequência e que a lei da semeadura é verdadeira!
O profeta Jonas sabia que o ele plantasse, ao seu tempo, ele haveria colher.


Por isso, cabe aqui um aviso:

Quer colher bênçãos?
Semeie sementes de paz, de amor, de bondade etc.
Quer colher riquezas, prosperidade?
Semeie sementes de oferta, dê o dízimo, seja prudente.

Mas o que o profeta Jonas, inconsequentemente, plantou?

Ele plantou a desobediência!

Deixe-me abrir “aspas”, aqui, para falar rapidamente sobre a desobediência:

A desobediência pode causar a destruição do ser humano.
Ela não nos deixa ver as coisas da forma correta. Turva os nossos olhos e escurece a nossa alma!
Quando estamos em desobediência, não queremos ouvir a ninguém, muito menos sábios conselhos.
Há muitos exemplos na Bíblia Sagrada sobre o triste fim daquelas pessoas que desobedeceram a Deus.
No mundo real também conhecemos muitos tristes exemplos de pessoas que desobedeceram a Deus”.

O preço da desobediência pago por Jonas:

Ø  Colocou a vida de outras pessoas em risco: Jonas colocou a vida de pessoas que nada tinham a ver com a sua vida ou ministério em risco;

Ø  Prejudicou a vida do capitão e da tripulação do navio: Provavelmente, tiveram que atrasar a viagem e retornar ao porto mais próximo para consertar as avarias da embarcação. Isso se houve conserto, visto que estava para se quebrar. Sem contar o prejuízo financeiro...

Ø  Caiu em depressão: Ele vê a grande tempestade, vê o desespero da tripulação, vê que o navio estava para se quebrar e o que ele faz? Arrepende-se? Não!
Decide ir até o porão para dormir.
Jonas literalmente caiu nos braços de Morfeu!
Jonas não sentia remorsos, não se arrependia; não se achava errado...
Contudo, ainda assim, dormiu um sono profundo, ou seja; caiu em DEPRESSÃO!
A Bíblia diz que o Senhor conservará em perfeita paz aquele cujo propósito é firme. Mas, agora, Jonas não tinha mais propósitos em sua vida. E, por isso, uma tristeza tão profunda se abateu sobre ele. Viver ou morrer não importava mais!

Ø  Foi lançado ao mar. Jonas precisava se redimir com Deus e resolveu obedecê-lo. Ele tinha que fazer o caminho de volta, tanto geográfico como espiritual. Também precisava assumir suas responsabilidades como profeta e salvar a tripulação. Como? Sendo lançado ao mar. E, para trazê-lo de volta a terra de Nínive, Deus prepara um grande peixe que o engoliu e por lá esteve três dias e três noites.

3. Lendo o livro de Jonas aprendemos que:

É melhor obedecer do que pagar o preço!

Por Renata Brandão
Copyright proibida. Todos os direitos reservados.




AULA 01 - PROFETA JONAS


Estudo Bíblico

Profeta Jonas

Aula 01

Informações Especiais:

Autor: Jonas, filho de Amitai

Data: Aproximadamente: 785 a 760 a.C.

Lugares-chave: Jope e Nínive

Pessoas-chave: Jonas, o capitão do navio e a tripulação

Significado do Nome Jonas: Pomba

Origem do Nome Jonas: Hebraica

Quantidade de capítulos: 4 (quatro)

Propósitos do Livro de Jonas:

·         Mostrar a extensão da graça de Deus;
·         Mostrar o alto valor da ação missionária;

As lições que aprendemos ao ler este livro:
     
·         Aprendemos que Deus é soberano e sempre realiza a sua vontade;
·         Aprendemos que é impossível qualquer tentativa de fugir de Deus;
·         Aprendemos que quando estamos em desobediência nos tornamos maldição onde quer que estejamos;
·         Aprendemos que o caminho da desobediência sempre nos coloca em meio a enrascadas e
·         Por último, e não menos importante, aprendemos que Deus nos está sempre pronto a nos ensinar que ninguém está fora do alcance da redenção.

Jonas é um dos 12 últimos livros do AT. Todos estes últimos 12 livros do AT contam a vida dos profetas, seus feitos e suas experiências servindo ao Senhor. Eles ficaram classificados na Bíblia Sagrada como profetas menores, apenas por causa do tamanho dos seus livros. Esta classificação não tem nenhuma relação com a relevância de suas mensagens, quantidade de milagres ou nível de poder. Estes últimos 12 livros possuem um pequeno volume literário.


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

AULA 03 - LIVRO DE RUTE


Esta é a última aula sobre o livro de RUTE.
Espero que tenham aproveitado bem estas semanas de aula, durante o nosso programa de rádio: A Nossa Festa Gospel.

Inúmeros são os ensinamentos que podemos ter ao estudarmos o livro de Rute.
Mas, relacionamos, abaixo, três pontos que achamos principais:

1º) Deus está no controle.

Elimeleque não sabia o que sucederia ao sair de sua terra natal, Belém, para ir morar em Moabe.
Ele não sabia que passaria por uma grande fome, que sofreria com o preconceito étnico e religioso, muito menos que morreria e que a sua descendência teria fim, com as mortes dos seus filhos Malom e Quiliom.
Mas DEUS ONISCIENTE E MARAVILHOSO tinha e tem tudo sob o Seu controle.
Deus permite que tal mudança se faça necessária para que realmente não aja acepção de pessoas em seu reino. Dessa forma, através da vida de Rute, uma moabita, e de Boaz, descendente de Raabe, uma antiga prostituta de Jericó, veio ao mundo por esta linhagem Seu Filho Unigênito, O Messias, NOSSA ESTRELA DA MANHÃ, JESUS CRISTO.

2º) Sogras e noras podem se dar bem 


Noemi trouxe Rute até Deus d'Israel através do amor.
Ela deveria ser uma pessoa amável e de boa índole. Destarte, facilitando a aproximação de ambas, o carinho, a amizade e o respeito entre elas era tão profundo a ponto de Rute expressar o versículo mais importante de todo livro: Rt 1.16 
Seguindo este belo exemplo podemos crer que sogras e noras podem se dar bem.
No RJ, tem um comediante muito irreverente, chamado Dicró. Ele é muito famoso, inclusive, por suas piadas e anedotas sobre sogras.
Contudo, em entrevista exclusiva, numa grande emissora de televisão foi bem enfático ao dizer que se dá muito bem com a sua sogra e que todas aquelas piadas e anedotas são necessárias por conta do seu trabalho como humorista.
Vê?
Há esperanças para a sua família!
Piadas de sogras são muito engraçadas, mas isso só é engraçado na ficção. Porque na vida real, esse tipo de discórdia não faz bem para ninguém, muito menos para a saúde familiar.
Se ainda considera sua sogra como uma bruxa ou jararaca, lembre-se que até as bruxas e as jararacas possuem corações.
Lembre-se de que graças a ela, você tem o seu(sua) amado(a).
Tente um recomeço! Ore a Deus, peça sabedoria, novas estratégias.
Ao fim, tudo dá certo.
Com amor, respeito e educação barreiras podem ser vencidas. Mesmo que essas barreiras venham de alguém agressivo, desequilibrado, inconveniente etc.
Lembre-se de que: "Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura!".
E que tu és mais que um(a) vencedor(a) em Cristo Jesus!

3º) Prosperidade e bênçãos são derramadas

Ser mulher e viúva ainda por cima, não era uma condição fácil naquela época. Muitas delas, morriam a míngua.
Mas Deus as cuidou, as protegeu, as levou em segurança até a cidade de Belém.
Elas chegaram em Belém como pobres viúvas, mas logo tornaram-se prósperas através do casamento de Rute e Boaz. Mas, a maior bênção, não foi o dinheiro vindo por este casamento ou o nascimento da  criança. A maior bênção foi a qualidade do amor e respeito entre rute, Boaz e Noemi que passou a ser ama, ou seja, babá de Obede. A maior bênção foi pertencer a genealogia de Yeshua Hamashia.

Próximos estudo: Livro do Profeta JONAS

domingo, 27 de novembro de 2011

TEXTO MAMÃE CORUJA



Corujas são da classe dos estrigídeos, ou seja, são aves que possuem vôos silenciosos, por causa da estrutura das suas penas.
Aprendemos com a coruja que o voo da mamãe coruja deve ser silencioso, longe de gritos e alvoroços!
Na hora da intercessão basta uma conversa tranqüila. 
Com suas penas de mansidão e tranqüilidade, num voo silencioso, se pode muitas coisas realizar.
Corujas possuem uma habilidade ímpar: conseguem girar o pescoço em 270 graus para qualquer lado e seus olhos separados, podem observar em toda e qualquer direção.
Com a coruja aprendemos que devemos estar atentos a tudo, principalmente, quando se trata de nossos filhos. Sua escola, amizades, companhias, cursos, internet, agendas, cadernos, escolhas, seu futuro etc. Tudo deve ser muito bem analisados, observados.
Corujas fazem o seu próprio ninho! Elas mesmas cavam e decoram o seu ambiente.
Com as corujas aprendemos que a nossa casa deve estar sempre limpa, organizada e bem decorada com cores alegres e tranquilas. 
Nosso ninho também deve ser organizado, afinal nossos filhotes merecem!
Mamães corujas atentam para o bom andamento e funcionamento da casa.
A coruja é o símbolo da sabedoria. É o símbolo da Pedagogia e do Curso de Letras.
Toda mamãe que é coruja também é sábia, e sábia também é aquela mulher citada na Bíblia Sagrada que edifica o seu lar e não o derruba com as próprias mãos.
Sabedoria também é ter a consciência de que tudo tem um preço na vida dos nossos filhotes. Devemos compreender o que é válido investir ou não. O que vale a pena e o que é supérfluo.
Sabedoria é ter paciência, é entender que cada um tem o seu ritmo, independentemente da idade.
Uma casa onde Deus reina e todos os seus atributos como o amor, a harmonia, a paz, o perdão etc, mostra que ali há uma mamãe sábia, uma mamãe coruja.
As corujas são prozas e acham os seus filhotes os mais lindos do mundo.
Não há ninguém mais lindo, mais gracioso do que os nossos filhos. Não há risada mais gostosa, sorriso mais bonito do que os deles. Para nós, assim como para as corujas, os nossos filhos são os mais lindos do mundo. Somos prozas, adoramos nos gabar. Andamos com fotos na carteira e não perdemos a oportunidade de amostrá-las aos amigos e conhecidos. Em festas então? 
Nossos filhos são apresentados cheios de pompas e circunstâncias. 
Um ritual que demonstra todo orgulho que sentimos pela nossa prole.
Manifestamos a nossa corujisse sem ressalvas, sem reservas porque amamos o presente que Deus nos deu, nossos lindos filhotes.
Só uma coisa não devemos se igualar as corujas!
Elas possuem hábitos solitários, e nós vivemos muito melhor em bandos!
E o bando da nossa família e o nosso ninho deve ser considerado o tesouro mais precioso de todos.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Construir Pontes


Construir Pontes



Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta.

- Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim.
- Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade é do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.
- Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.

O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade.
O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro.
Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho.
Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou:

- Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei.

Mas as surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio.
O irmão mais novo então falou:

- Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse.

De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho partiu com sua caixa de ferramentas.

- Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você.

E o carpinteiro respondeu:

- Eu gostaria muito, mas tenho outras pontes a construir...

"O ímpio faz obra falsa, mas para o que semeia justiça haverá galardão fiel".
(Provérbios 11:18) 


Na vida colhemos o que plantamos! 
É a lei da semeadura. 
Toda ação gera uma reação. Toda atitude gera uma consequência.
Quando se planta  para satisfazer os próprios desejos, possivelmente, haverá a colheita de tristezas e de pecados.
Quando se planta para agradar a Deus, colhemos alegrias e a vida eterna.
Que sementes você tem plantado?
Sementes de alegrias ou de tristezas?
Sementes de discórdia ou de paz?
Quando plantamos sementes do bem e confiamos em Deus, em seu devido tempo, colhemos uma safra de bênçãos.

Pense nisto!

AULA 02 - LIVRO DE RUTE


CURIOSIDADES:



1) Data: algum tempo depois dos Juízes (1375-1050);

2) Autor: Provavelmente tenha sido Samuel;

3) Versículo-chave: "Disse, porém, Rute. Não me instes para que te deixes e me afaste de ti; porque, aonde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o meu povo é o teu povo, o teu Deus é o meu Deus" (Rt 1.16).

4) Foi bisavó do Rei Davi;

5) É a única mulher que tem a sua trajetória contada na Bíblia Sagrada, já que o livro de Ester trata mais sobre a história do povo de Israel* na Babilônia (pós-cativeiro);

6) Foi considerada melhor do que 7 filhos (Rt 4.22);

7) Rute era moabita, nascida em Moabe, Moabe era uma nação pagã e, devido ao relacionamento incestuoso de Ló com a sua filha mais velha (Gn 19:36-37), seu povo passou a ser considerado amaldiçoado. Os moabitas também eram inimigos do povo de Israel. Mesmo assim, tudo isso não a impediu de adorar e de se render ao Deus de sua sogra Noemi;

8) Atualmente, Moabe é conhecida como Jordânia; 

9) Rute e Noemi tinham um relacionamento de amor e união. A amizade entre as duas nos mostra como a alegria e a paz pode ser encontrada por meio do Deus Altíssimo;

10) É uma das mulheres citadas na genealogia de Jesus Cristo. 


Israel é o estado-nação dos judeus.  
  A palavra "Judeu" originalmente era usada para designar aos filhos de Judá, filho de Jacó, posteriormente foi designado aos nascidos na Judeia.
 Depois da libertação do cativeiro babilônico, os hebreus começaram a ser chamados de judeus.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

AULA 01 - LIVRO DE RUTE


Significado dos principais personagens do Livro de Rute

ELIMELEQUE: "Meu Deus é rei".
NOEMI: "Minha alegria, meu prazer".
MAALON: "Doença".
QUELION: "Fragilidade".
ORFA: "Costas, nuca".
RUTE: "Amiga, companheira".
BOAZ: "Força".
OBEDE: "Servo".



SHALOM!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Como provar a existência de Deus?

Parte deste texto foi enviado a SETEFI

*****
Lembre-se de que toda e qualquer forma de cópia será considerada PLÁGIO e medidas cabíveis serão devidamente tomadas.
*****

Como provar a existência de Deus?

Sabemos o quanto é difícil para nós, seres humanos, aceitar uma teoria de que o mundo e tudo o que existe nele surgiu do nada.
Mais difícil, ainda, é provar, principalmente aos ateus, que toda essa existência não surgiu por acaso e que foi, intencionalmente, criada pelo CRIADOR.
No entanto, reconhecemos que cada um tem o direito de crer no que quiser.
E, sabendo disto, seguimos com nossos estudos, respeitando assim a chamada "Tolerância Religiosa", lembrando apenas que: "Se Deus não existisse, muito mais fácil seria, visto que não haveria pecado". 



No entanto, encontramos dentro da filosofia, importantes argumentos que provam a Sua existência. 
Vejamos alguns deles:

1)                          Axiológico: Semelhante ao conhecido argumento moral. Ele estuda os valores filosóficos, principalmente as qualidades morais existentes. Dentro destes valores, cada ser humano possui uma ideia da perfeição.  Tal ideia subentende a necessidade de um grau máximo. Tal plenitude chama-se Deus, ápice de todos os graus de perfeição.
2)                      Cosmológico: Também conhecido como o argumento da causa e efeito. Supondo que existe uma origem primária para tudo o que existe, há uma causa Eterna para todas as coisas. Esta causa Eterna é o próprio Deus (Hb 3.4).
3)                  Teleológico: Tudo que existe possui um significado, uma importância. Não há nada irrelevante. Desde os planetas a menor forma de vida existente possuem uma tremenda complexidade. Criados com tamanha perfeição que, certamente, alguém deve ter planejado isto com extremo cuidado e maestria. Tal Planejador e Maestro chama-se DEUS.
4)                 Da contingência ou da possibilidade: Tem como base a verdade empírica, ou seja, dependemos de outra coisa que explique a existência da humanidade. Logo, se Deus não existisse, nada existiria.
5)                          Moral: Devido ao grande senso de moralidade que algumas pessoas possuem, esse senso de moralidade deve se assemelhar ao de um Ser Puramente Moral. Esse Ser Puramente Moral é conhecido como Deus Santo.
6)                    Impulsionador Primário: Idealizado por Tomás de Aquino que argumenta que uma força desencadeou o movimento e o sustenta. O mundo seria, essencialmente, “matéria em movimento”. Sendo assim, existe um movimento de formação, desenvolvimento e crescimento das coisas, conclui-se, portanto, que para que tais movimentos funcionem adequadamente, necessitaria de um Ser Capaz de controlá-los, caso contrário, tudo não passaria de absoluto caos. Este Ser Capaz chama-se DEUS.

Existem inúmeros outros argumentos sobre a existência de um Deus vivo e operante. Contudo, reconhecemos que a fé, neste Deus, não permeia no coração de todos os seres humanos.
Aprendemos ao longo da caminhada cristã que cada um crê naquilo que deseja crer e, que se deve respeitar a crença e o ser humano em si, compreendendo que não somos nós que convencemos, mas sim; o Espírito Santo de Deus.
Por isso que, dentro desta gama de crenças, devemos estar preparados, não apenas no campo espiritual, através de uma fé inabalável neste Deus glorioso e poderoso, como também dentro dos vastos conhecimentos: Bíblico, Histórico, Geográfico, Sócio-cultural etc.
Cumprindo, deste modo, uma das ordenanças do Pai Altíssimo:

“Crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”
(2ª Pe 3.18).

Reconhecendo, a priori, que a sabedoria vem de Deus e a fonte desta sabedoria encontra-se na Bíblia Sagrada. E mais, compreendendo que crescer leva tempo, esforço, dedicação e mudanças.




DOM + TALENTO = VOCAÇÃO


Tefé/ AM, 08 de novembro de 2011.

Existem pessoas que possuem talento e outras que têm o dom!

O talento nasce com você!
Por exemplo, tem gente que tem talento para: Futebol, Música, Desenho, Poesia, Literatura etc.

 O talento requer prática, determinação, disciplina: “todo talento é 1% inspiração e 99% transpiração”. 

Já o dom, Deus é quem dá!
O talento pode ser aprimorado por Deus.
Mas, o dom vem de Deus. O dom é uma dádiva, uma concessão divina.  

Por exemplo, tem gente que nunca costurou na vida, aí vem Deus e dá o dom!
Passa a ser uma exímia costureira.
Tem gente que é péssima para vendas, daí vem Deus e dá o dom!
E pode vender picolé para esquimó.
Tem gente que é tímido, não gosta de falar em público. Daí vem Deus e dá o dom da dialética! E passa a ser um exímio pregador, torna-se eloquente, passa a ter o dom da oratória.

Agora: 

DOM - TALENTO = DESPERDÍCIO

Pessoas que têm algo especial e não desenvolveram o que possuíam por medo, falta de recurso ou força de vontade.  
A estes fica o ditado:

"Deus dá asas para quem não quer voar!".

DOM + TALENTO = VOCAÇÃO

Eu não sabia o que tinha recebido da parte de Deus, até que este dom se manifestou em minha vida. No momento certo, na hora certa. 

Minha vocação é para a área do Jornalismo! 

VOCÊ É O QUE QUER SER, BASTA ACREDITAR EM SI MESMO!

E Deus tem me levado a crer nisto, porque todas as coisas têm ocorrido e me levado para esta área, mesmo tendo me formado em letras: Português/Inglês. Meu chamado sempre foi para a área do Jornalismo.

E você? 
Está desperdiçando o seu dom, o seu talento?

Faz isso, não!

Acredite em Deus! Acredite em você!
Porque Deus é fiel!

Este ano participei de duas seleções importantes:

1ª) Rede Tefé de Tefevisão (Filial da Rede Globo) - fui aprovada nas seleções, mas não pude ir para o curso de 1 semana em Manaus porque não tinha com quem deixar meu filho. Não me entristeci porque sabia que Deus tinha um plano maior para minha vida.

2ª) Participei do Concurso Abril de Jornalismo - Segundo o mesmo site, são mais de 2.500 candidatos para cada 50 vagas. Fiz minha inscrição online e encaminhei minha redação.
Agora, vejam bem! Ontem acabei de ler que fui uma das 353 pessoas selecionadas para a 2ª fase. A fase da entrevista!

Tenho talento, sim!
Mas, lembro-me exatamente do dia em que Deus me deu o dom!

Durante uma pregação, uma bola de energia veio até a mim com toda a força, com o impacto fui lançada a uns dois metros de onde estava e caí, graças a Deus, sobre um banco da igreja.

Até nisso, Deus se preocupou!!!

Neste dia, percebi que tinha recebido algo muito especial!
Só não sabia o quê!
O que só foi revelado, 2 anos mais tarde. Em 2008, enquanto fazia parte do Ministério Apascentar.
Lá meu dom foi lapidado. Lá descobri minha vocação e, desde então, Deus tem direcionado todos meus passos profissionais para esta área.

Creia em Deus, creia em você mesmo(a).
A Deus toda honra e toda glória!
Porque reconheço, assim como Jó que o que Deus dá, também pode tomar na hora em que Ele quiser! Bendito seja o nome do Senhor!


Jesus te ama e eu também!

Jesus te ama e eu também!

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?
No altar? Em santidade! Ajoelhado, próximo ao altar? Em santidade! Em pé na igreja? Solte a cadeira e adore! Sentado? Levante-se e adore ao Senhor! Indiferente? O joio não adora a Deus! Você acha que não está representado no desenho? Cuidado! Você pode estar do lado de fora!