Seguidores amigos

domingo, 4 de maio de 2008

Especial Dia das Mães

Homenagem para o Dia das Mães
Pesquisei em alguns sites, várias mensagens para o Dia das Mães.
Fique a vontade, sinta-se em casa, emocione-se e escolha a que achar a mais bela para sua mãe.

*************
Dia das Mães

No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite há seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse:- Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto Senhor?E o Senhor Deus respondeu-lhe:- Você já leu as especificações desta encomenda? Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico. Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar à base de café e sobras de comida. Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças. Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe:- Seis pares de mãos Senhor? - Parece impossível !?!Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus - e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe:- E tem isso no modelo padrão?O Senhor Deus assentiu:- Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: - "Eu te compreendo e te amo! - sem dizer uma palavra.E o anjo mais uma vez comenta-lhe:- Senhor...já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.Mas o Senhor Deus explicou-lhe:- Não posso, já está quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:- É muito delicada Senhor!Mas o Senhor Deus disse entusiasmado:- Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!O anjo, analisando melhor a criação, observa:- Há um vazamento ali Senhor...- Não é um simples vazamento, é uma lágrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.- Vós sois um gênio, Senhor! - disse o anjo entusiasmado com a criação.- Mas, disse o Senhor, isso não fui eu que coloquei. Apareceu assim...

*****************

Mãe um dia

Um dia, o Amor estendeu as mãos para o nada e abriu o espaço...Um dia, o Amor estendeu as mãos para o homem e abriu-se o encontro... Um dia, o Amor se tornou vida de tua vida e eu existi... Mãe, o céu sem confins revela-me teu amor... A vastidão do mar fala-me da tua bondade...As altas montanhas refletem teu heroísmo...A profundeza dos vales espelha tua humildade...A beleza das flores traduz teu caminho...Tudo isso encerras dentro de teu grande coração...E silenciosa, serena, sorrindo, continuas labutando no cotidiano da vida.
Um dia, o Amor se tornou vida de tua vida e eu existi. Obrigado, Mãe!

***************
Ato de amor
Esta é a história de uma mãe que voltou para casa após um árduo dia de trabalho. Sua filhinha apareceu na porta e correu para abraçá-la.
- Mamãe, mamãe, aconteceram muitas coisas hoje e quero contar tudo a você.
Depois de ouvir algumas frases, a mãe fez um gesto indicando que ouviria o restante da história mais tarde, porque precisava preparar o jantar. Durante a refeição, o telefone tocou, e a mãe teve de ouvir outras histórias da família, mais longas e contadas em voz mais alta que a da menina. Depois que a cozinha foi arrumada e as dúvidas sobre os deveres de casa de seu irmão foram solucionadas, a menina tentou novamente contar as novidade à mãe, mas já havia chegado a hora de ir para a cama.
A mãe dirigiu-se ao quarto da filha para ajeitar suas cobertas e ouviu-a orando. Quando ela se curvou para afagar seus cabelos encaracolados e beijar-lhe o rosto, a menina olhou para cima e perguntou:
- Mamãe, você me ama mesmo quando não tem tempo para me ouvir?
*********************

Amor que sacrifica
Alguns anos atrás, li uma história que ficou gravada indelevelmente em minha mente.
Uma senhora que vivia tentando por muitos anos ter um filho viu seu sonho realizado.Recebeu dos braços da enfermeira um lindo bebê.Porém, qual não foi a sua surpresa quando notou que a criança havia nascido sem orelhas.Preocupada, perguntou ao médico se o menino tinha perfeita audição.Um exame foi realizado e ficou constatado que o aparelho auditivo era normal.A mãe, conformada, levou o filho para casa. Seu amor não diminuiu pela criança, mas à medida que esta crescia observava o tratamento que outras crianças lhe davam.Com freqüência seu filho voltava para casa chorando! Isso era como uma punhalada a ferir e magoar o coração daquela mãe.Consultou o médico, novamente perguntando se algo poderia ser feito pelo filho. O doutor revelou que se encontrassem alguém que doasse um par de orelhas, poderiam tentar um implante quando o rapaz chegasse aos 21 anos.Os anos se passaram e um dia os pais revelaram a alvissareira notícia de que tinham encontrado alguém para doar as orelhas.A operação foi realizada com grande êxito. Qual não era a satisfação e a alegria daquela mãe ao contemplar o jovem, olhando-se no espelho e dizendo:- Veja, mãe, sou agora como todos os outros rapazes. Voltava-se então, para sua mãe e lhe perguntava: - Mamãe, quem foi que me doou este par de orelhas?- Ah! Meu filho, agora não podemos revelar-lhe mas um dia irá saber.Passaram-se os anos e o jovem casou-se e teve filhos, todos normais.Certa feita, ocorreu uma das grandes tristezas deste mundo: havia perdido sua mãe.Na sala funerária, pai e filho, olham pela última vez o corpo inerte, gélido, daquela senhora tão bondosa. Depois que todos saíram, o pai diz ao filho:- Meu filho, venha comigo despedir-nos de sua mãe.Ambos se aproximaram do esquife e ali pela última vez o filho contemplou sua querida mãe.De repente, para surpresa daquele filho, o pai puxa de lado os longos cabelos negros de sua esposa e o filho observa, pela primeira vez que sua mãe não tinha mais orelhas.Esta é a grande dimensão do Amor! Oferta! Sacrifício!
*******************

Mãe
Mãe carinhosa, mãe dengosa

Mãe amiga, mãe irmã

Mãe sem ter gerado é a mãe de coração.
Mãe solidão, Mãe de muitos,

mãe de poucos

Mãe de todos nós,

Mãe das mães

Mãe dos filhos

Mãe-pai: duas vezes mãe.
Mãe lutadora e companheira

Mãe educadora, mãe mestra

Mãe analfabeta, sábia mãe

Mãe dos simples e dos pobres

Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm

Mãe do silêncio, mãe comunicação.
Mãe dos doentes e dos sãos

Mães dos que plantam e dos que colhem

Mãe de quem nada fez e de quem compra feito
Mãe de quem magoou e de quem perdoou

Mãe rica, mãe pobre

Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram

Mãe dos guerreiros e dos guerreados.
Mãe que sorri, mãe que chora

Mãe que abraça e afaga

Mãe presente, mãe ausente

Mãe do sagrado, mãe da luz

Mãe de Jesus e mãe nossa.
Mãe, simplesmente, mãe.

*****************

Marcas de dedos


As vezes, você se aborrece

Porque ainda sou criancinha e sempre deixo marcas de dedos
nos móveis da casa inteirinha.
Mas estou crescendo dia a dia

E logo adulta vou ser

E essas marcas de dedos

Vão todas desaparecer.
Agora deixo uma marca bem especial

Pra você nunca esquecer

Como eram meus dedinhos

Antes de eu crescer.

Para você mamãe, com todo o meu carinho!
**********************

Retrato de Mãe
Uma simples mulher existe que, pela imensidão do seu amor, tem um pouco de Deus, e pela constância de sua dedicação tem um pouco de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com todas as forças da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da natureza, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças.Pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre, ferido pelos ingratos.Forte, entretanto, estremece ao choro duma criancinha, e fraca, não se altera com a bravura dos leões.Viva, não sabemos lhe dar o valor porque à sua sombra todas as dores se apagam.Morta, tudo o que somos e tudo que temos daríamos para vê-la de novo, e receber um aperto de seus braços e uma palavra de seus lábios.Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher, se não quiserem que ensope de lágrimas este álbum: porque eu a vi passar no meu caminho.Quando crescerem seus filhos, leiam para eles esta página.Eles lhe cobrirão de beijos a fronte, e dirão que um pobre viajandante,em troca de suntuosa hospedagem recebida,aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE.
********************
Mãe mulher
Um garotinho perguntou à sua mãe:- Mamãe, por que você está chorando?E ela respondeu:- Porque sou mulher...- Mas... eu não entendo.A mãe se inclinou para ele, abraçou-se e disse:- Meu amor, você jamais irá entender!Mais tarde o menininho perguntou ao pai:- Papai, porque mamãe às vezes chora sem motivo?- Todas as mulheres sempre choram sem motivo...Era tudo o que o pai era capaz de responder...O garotinho cresceu e se tornou um homem. E, de vez em quando, fazia a si mesmo a pergunta: "por que será que as mulheres choram, sem ter motivo para isso?"Certo dia esse homem se ajoelhou e perguntou a Deus:- Senhor, diga-me... por que as mulheres choram com tanta facilidade?E Deus lhe disse:- Quando eu criei a mulher, tinha que fazer algo muito especial. Fiz seus ombros suficientemente fortes, capazes de suportar o peso do mundo inteiro... porém suficientemente suaves para confortá-lo.Dei a ela uma imensa força interior para que pudesse suportar as dores da maternidade e também o desprezo que muitas vezes provem de seus próprios filhos!Dei-lhe a fortaleza que lhe permite continuar sempre a cuidar de sua família, sem se queixar, apesar das enfermidades e do cansaço, até mesmo quando outros entregam os pontos!Dei-lhe sensibilidade para amar seus filhos, em qualquer circunstância, mesmo quando esses filhos a tenham magoado muito...Essa sensibilidade lhe permite afugentar qualquer tristeza, choro ou sentimento da criança, e compartilhar as ansiedades, dúvidas e medos da adolescência!Porém, para que possa suportar tudo isso, meu filho... eu lhe dei as lágrimas, e são exclusivamente, para usá-las quando precisar. Ao derramá-las, a mulher verte em cada lágrima um pouquinho de amor. Essas gotas de amor desvanecem no ar e salvam a humanidade!O homem respondeu com um profundo suspiro...- Agora eu compreendo o sentimento de minha mãe, de minha irmã, de minha esposa.
*******************

Mamãe querida

Aqui estou, para te dar meu carinho
Sentir teu perfume embalando meus sonhos
Teus abraços de amor a me proteger
Teu sorriso, tuas mãos, tua pele, teus olhos
Tudo que me faz crescer
Agradeço a vida
Consentida, refletida
No espelho da almaAmiga e companheira
Agradeço o amor
Tão suave em teu peito
Tão puro e sem medo
Tão mágico e pleno
Da luz de Jesus
Das bênçãos de Deus!
Te amo!
*********************
A criança e Deus


Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:- "Dizem-me que estarei sendo enviado à Terra amanhã... Como eu vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?"E Deus disse:- "Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você."Criança:- "Mas diga-me: aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?"Deus:- "Seu anjo cantará e sorrirá para você... A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz."Criança:- "Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?"Deus:- "Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar."Criança:- "E o que farei quando eu quiser Te falar?"Deus:- "Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a orar."Criança:- "Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?"Deus:- "Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida."Criança:- "Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais."Deus:- "Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e Eu estarei sempre dentro de você."Nesse momento havia muita paz no Céu, mas as vozes da Terra já podiam ser ouvidas. A criança, apressada, pediu suavemente: - "Oh Deus, se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo."E Deus respondeu :- "Você chamará seu anjo de ... MÃE!"
*******************

Mãe gosto de você

Mãe, sua bondade e ternura falam-me de Deus-amor!Mãe, você me faz sentir a vida, a beleza das cores,a harmonia, o encanto e a doçura!
Mãe, hoje quero dizer-lhe um segredo muito especial: eu a adoro!Eu sei também que, de seu coração,brota sempre um gesto novo de amor e carinho!Você é capaz de esquecer o sofrimento e a dor para me ver feliz!
Hoje, quero fazer por você uma oração muito bonita e sincera:Meu Deus, abençoe esta criatura tão encantadora que me deu a vida.Abençoe esta mulher, amiga, minha mãe, hoje e sempre!
Mãe, você é o maior bem que eu tenho neste mundo!Olhando o céu aberto, contemplo o grande tesouro de paz,sabedoria, paciência, bondade,ternura e acolhimento que permeia o seu ser.Você me faz crer, minha mãe,que esta vida vale a pena ser vivida, quando entregue por amor!
Às vezes, quando a vida começa a ficar mais difícil,pensando em você, mãe,surge uma nova esperança e meu olhar começa a brilhar.Você sempre espera de braços abertos o filho e a filhaque precisam mais uma vez do seu aconchego, de sua compreensão e carinho, como se fosse a primeira vez.
Mãe! Presente de Deus para minha vida!Mãe receba hoje meu abraço e todo o meu carinho!E, agora, gostaria que o meu agradecimento soasse mais forte do que todos os dias, porque hoje, mãe, é o seu dia!
***********************

O menino das meias vermelhas


Todos os dias, ele ia para o colégio com meias vermelhas.Era um garoto triste, procurava estudar muito mas na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa. Os outros guris zombavam dele, implicavam com as meias vermelhas que ele usava.
Um dia, perguntaram porque o menino das meias vermelhas só usava meias vermelhas.Ele contou com simplicidade:- "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Botou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei, comecei a chorar, disse que todo mundo ia zombar de mim por causa das meias vermelhas. Mas ela disse que se me perdesse, bastaria olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas saberia que o filho era dela".
Os garotos retrucaram: - "Você não está num circo! Porque não tira essas meias vermelhas e joga fora?"
Mas o menino das meias vermelhas explicou:- "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim vai me encontrar e me levará com ela".
*********************
Amor eterno

Você gosta do meu vestido? Perguntou uma menina para uma estranha que passava.- Minha mãe fez para mim! Comentou com uma lágrima nos olhos.
- Bem, eu acho que é muito bonito. Mas me conte porque você está chorando, disse a senhora.
Com um ligeiro tremor na voz a menina falou: - Depois que mamãe me fez este vestido, ela teve que ir embora. - Bem, disse a senhora, agora você deve ficar esperando por ela. Estou certa que ela voltará em breve. - Não senhora, a senhora não entendeu. Meu pai disse a mamãe está com meu avô, no céu.
Finalmente, a mulher percebeu o que a criança estava dizendo e porque estava choramingando. Comovida, ajoelhou-se e, carinhosamente, embalou a criança nos braços. Acariciando-a, chorou baixinho com ela.
Então, de repente, a menina fez algo que a mulher achou muito estranho: começou a cantar. Cantava tão suavemente que era quase um sussurro. Era o mais doce som que a mulher já tinha ouvido. Parecia a canção de um pássaro.
Quando a criança parou de cantar, explicou para a senhora. - Minha mãe cantou esta canção para mim antes de ir embora. Ela me fez prometer sempre cantar quando começasse a chorar, porque isso me faria parar.
Veja, exclamou a criança, cantei e agora os meus olhos estão secos. Quando a mulher se virou para ir embora, a pequena menina se agarrou na sua roupa.
- Senhora, pode ficar apenas mais um minuto? Quero lhe mostrar uma coisa. - Claro que sim, falou a dama. O que você quer que eu veja? Apontando para uma mancha no seu vestidinho, a menina falou:
- Aqui está a marca onde minha mãe beijou meu vestido. E aqui, disse, apontando outra mancha, é outro beijo, e aqui, e aqui. A mamãe disse que colocou todos esses beijos em meu vestido para que eu sempre tenha seus beijos se algo me fizesse chorar.
Naquele momento a senhora percebeu que não estava apenas olhando para uma criança, cuja mãe sabia que iria partir e que não estaria presente, fisicamente, para beijar as lesões que a filha viesse a ter. Aquela mãe havia gravado todo seu amor no vestido da sua pequena e encantadora criança. Vestido que agora a menina usava tão orgulhosamente.
A mulher já não via apenas uma pequena menina dentro de um simples vestido. Via uma criança embrulhada no amor de sua mãe. A morte a todos alcança. Preparar-se para recebê-la com dignidade, preparando igualmente os que permanecerão na terra por mais tempo, demonstra altruísmo e grandeza de alma.
Como Jesus nos afirmou que nenhum de nós sabe exatamente a hora em que terá que partir, importante que distribuamos o nosso amor e vivamos as nossas vidas em totalidade. Assim, quando tivermos que partir, as lembranças do que fomos e do que fizemos, aquecerão as almas dos nossos amores, amenizando o vazio da nossa ausência física.
Pensemos nisso!
***************************

Agradecimento de uma mãe feliz

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes.Eu não tinha roupas manchadas.Eu tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama. Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes.
Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia. Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos. ... eu dormia a noite toda ... Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha. Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela. Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor.
Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida. Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim. Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.
Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo. Eu não conhecia a
felicidade de alimentar um bebê faminto. Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.
Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me sentir tão importante. Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem.
Nunca pude imaginar o calor, a
alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe. Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.
Obrigada Deus por permitir-me ser Mãe!
Por que você está chorando? Ele perguntou à sua mãe: - Porque eu sou mãe, ela respondeu.
Eu não entendi, ele disse. Ela apenas o abraçou e sussurrou: -Você nunca entenderá.
Mais tarde o menino perguntou ao pai porque as mães parecem chorar sem nenhuma aparente razão.
Todas as mães choram sem motivo, foi o que o pai conseguiu responder. O menino cresceu, tornou-se um homem e ainda tentava entender porque mães volta e meia estão chorando. Após muitos anos, já em avançada idade, ele deixou o mundo.
Quando sua alma viu-se frente a frente com Deus, logo disse:
Senhor, nunca entendi porque mães choram tão facilmente Disse Deus: Quando eu criei as mães tinha que ser algo especial.
Eu fiz seus ombros fortes o suficiente para carregar o peso do mundo e, ainda, suficientemente confortável para dar apoio.
Eu dei a elas a força para a hora do nascimento dos filhos e para suportar a rejeição que tantas vezes vem deles.
Eu dei a elas a fibra que permite a continuação da luta quando todos à sua volta já desistiram.
Dei-lhes a perseverança em proteger a família por entre doenças e tristezas sem jamais desistir de amar.
Dei-lhes a sensibilidade para amar seus filhos diante de quaisquer circunstâncias, mesmo que eles a tenham magoado profundamente.
Essa mesma sensibilidade as ajuda a silenciar o chorinho dos seus bebês, fazendo com que se acalmem e, quando adolescentes, que compartilhem com ela suas ansiedades e medos. ...
E, finalmente, dei-lhes a lágrima para derramarem sem nenhuma razão aparente.
É sua única fraqueza.
Por que fiz isso?
Para não diferenciá-las por completo do restante da espécie humana.
Declaração de amor
Falar das mães é falar de Deus, pois no coração delas está o verdadeiro amor. Amor que poderia até ser usado como exemplo, amor que se dá sem pedir recompensa.
Sem cobrança, sem distinção, sem egoísmo e até sem medir distância, nunca deixa de ser amor. Sua luta no dia a dia a faz uma mulher madura, competente, que sabe o que quer para sua vida.
Sexo frágil sim. Mas acomodada não.
Cada dia mais preparada, mas consciente de que o mundo foi feito para ambos os sexos e faz de tudo para que seus direitos e seus ideais sejam respeitados.
Com coragem e persistência luta a cada dia para ajudar na felicidade da família.
Parabéns mamãe pela passagem do teu dia.
Você é a razão do meu viver. Te amo.

********************
Tal mãe, tal filha
Escrever sobre o dia a dia das mães foi para mim uma viagem interior. Em alguns momentos vi a filha que fui e em outros a mãe que sou hoje.
Lembrei-me de que, quando era adolescente, dizia que jamais seria igual à minha mãe. Esta era a minha frase predileta e a de muitas adolescentes iguais a mim.
Tínhamos horror daquele jeito antigo que elas tinham de ser e continuávamos firmes em nossa convicção de que, quando nos tornássemos mães, seríamos totalmente diferentes das nossas.
O tempo passou e, de repente nos vimos às voltas com vestidos de noivas, com véus e grinaldas, tudo igual ao que nossas mães fizeram um dia. De
filhas passamos a ser mães e com a chegada do nosso primeiro filho, nossa primeira atitude foi a de recorrermos àquela senhora "quadrada", "antiga", "chantagista"e graças a Deus nossa MÃE.
E assim, fomos obrigadas a admitir que em muitas coisas elas estavam certas.
Dizem que ser mãe é doar-se sem esperar nada em troca, puro engano!
Nós, mães esperamos sim um retorno por tudo que fizemos pelos nossos filhos. Esperamos que eles nos amem também, que nos retornem os beijos e abraços que nunca cansamos de dar-lhes:que retornem nosso investimento,sendo independentes e responsáveis.
Acham que estou pedindo muito? Não, na verdade isto é pouco tendo em vista as cobranças que caem sobre nossas costas de mães. E, aproveito a oportunidade para alertar os
filhos de que nós mães, não somos de FERRO, nem INESGOTÁVEIS. Também precisamos de atenção, de carinho, de amor,de colo, de um "bom dia"mais afetuoso, de um beijo inesperado. Também precisamos abastecer nosso reservatório afetivo. Ter filhos é o ponto de reencontro com nossas mães, o recomeço, enfim a retomada do fio da meada que perdemos nos descaminhos de nossas vidas.
Ontem nossas mães se preocupavam conosco porque queríamos brincar nas ruas, hoje nos preocupamos com nossos filhos porque eles não desgrudam do vídeo game. Ontem nossas mães se preocupavam com nossa reputação de boas moças,hoje temos que aceitar que nossas filhas não namoram,"FICAM". Ontem nossas mães se preocupavam com os cigarros, hoje tememos o envolvimento dos nossos filhos com a maconha, cocaína e o crack. Antigamente, baseadas num modelo rígido de educação, todas as mães seguiam a mesma cartilha.
Atualmente, ficamos atônitas por tantas mudanças, lidamos com situações novas a cada dia, sem termos um modelo a seguir e nem experiência nas quais possamos nos apoiar.
Realmente, ser mãe nunca foi fácil, mas parece que a cada dia que se passa, esta tarefa se torna cada vez mais difícil. Ao ver minha filha adolescente dizer que jamais será igual a mim, aceito e deixo-a em sua ingenuidade acreditar nisso, pois só quando ela estiver com seu filho nos braços e o coração cheio de amor é que perceberá o quanto está enganada... Eu AGUARDO!!!


********************

Mãe você sabe

Tenho um segredo guardado comigo desde quando te conheci. Mãe você sabe? Acho que foi em seu ventre, quando ouvi a sua voz e o pulsar do seu coração pela primeira vez.
Mãe você sabe? Ouvia você dizendo frases lindas que sempre encerravam com “AMO VOCÊ MEU FILHO”
Mãe você sabe? Quando nasci você disse muitas coisas lindas. Sua voz sempre soou como melodia para os meus ouvidos e acalento para a minha alma e invariavelmente sempre suas frases terminavam com um “AMO VOCÊ MEU FILHO”.
Mãe você sabe? Tive dor de barriga, tive febre, enfim tive probleminhas que todas as crianças tem e você mãe sempre estava ao meu lado, cuidando de mim. Lembra mãe? Você passava noites em claro comigo e dentre uma caricia um beijo um abraço com carinho você dizia “AMO VOCÊ MEU FILHO”
Mãe você sabe? Eu me sentia seguro em seus braços, me sentia a criança mais protegida e bem cuidada do mundo. Ah como eu adorava ser adulado por você.
Mãe você sabe? Quando adolescente, mesmo quando recebia broncas suas por ter feito algo errado, como “enforcar” aulas, por exemplo, sentia que mesmo nessas horas que me passava uma reprimenda dizias: “é para o seu bem” “AMO VOCÊ MEU FILHO”.
Mãe você sabe? Eu cresci, me casei e hoje sou pai e vejo a história se repetir através dos olhos do meu filho, tendo desta feita como personagem MÃE, minha esposa.
Mãe você sabe? Hoje em dia, mesmo morando longe sinto sua presença constante na minha vida e quando penso em você, nas horas mais difíceis, ouço sua voz doce com o ouvido de minha alma, dizendo calma, estou com você meu filho “AMO VOCÊ MEU FILHO” ah, como isso me faz forte, me sinto um super-homem e não tem problema que eu não enfrente.
Mãe você sabe? Nada mais tenho a dizer, mesmo porque não adiantaria, porque espaço nenhum no mundo seria suficiente para redigir o que sinto, por isso quero dizer logo meu segredo:
“MÃE VOCÊ SABE? AMO VOCÊ MINHA MÃE”.
autor: Américo Sidnei Rissato
http:// www.comamor.com.br

Nenhum comentário:

Jesus te ama e eu também!

Jesus te ama e eu também!

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?

Em qual posição você se encontra na imagem abaixo?
No altar? Em santidade! Ajoelhado, próximo ao altar? Em santidade! Em pé na igreja? Solte a cadeira e adore! Sentado? Levante-se e adore ao Senhor! Indiferente? O joio não adora a Deus! Você acha que não está representado no desenho? Cuidado! Você pode estar do lado de fora!